Luiza Perea


Sapatos de couro feitos à mão no Brasil.
E que caminham pelo mundo.


Luiza Perea sonhou ser joalheira. De certa forma, é exatamente o que ela é. Uma designer que desde 2007 cria joias às quais a artesania é base de conhecimento ancestral para o design; a matéria-prima, o couro e, sobretudo, o tempo. Pois é através de seus ensinamentos – paciência, persistência, consciência de ciclos – que ela desenvolve peças que se pode calçar.

Hoje, amanhã e depois do pra sempre. Na marca atemporal que carrega seu nome e sua escolha por uma existência pautada na singularidade e na beleza, avessa à estética perecível, com os pés no mundo. Ao seu lado, sua irmã, a jornalista Mirela, que responde pelo relacionamento da LP com o mundo.
A loja em São Paulo – azul da cor do mar - fica na vibrante Vila Madalena, ao lado de galerias de arte, livrarias com portas abertas para a rua, cafés com perfume de casa de vó e outros espaços que celebram a cultura da criação e do afeto.

Por lá, mulheres são recebidas em tapetes desenhados para sustentar passos de rainha e um ambiente que abraça, pois traz em si a memória de uma infância no interior, em Barra Bonita. Por isso, as irmãs Perea têm sempre um bolinho recém-saído do forno, um café fresco, um vaso de flores de jardim e um espumante geladinho. Ao lado de sofás feitos sob encomenda e uma biblioteca de livros de poesia. Porque a inspiração está em cada passo do entorno.
Os temas vão desde os jardins de Burle Marx, passando pelos rios da Amazônia e o entardecer da Habana Vieja. Ou seja, não seguem a moda, a criam. A cada três meses. Para o deleite de vitrines no Brasil, Portugal, NY e Inglaterra e das prateleiras da loja e do e-commerce.
Assandalhados, rasteiras, botas, sandálias de salto confeccionadas em couro misturado a outros materiais, como tecidos e rendas, em técnicas de marchetaria, trançados e um detalhe que demonstra zelo e “je ne sais quoi”: a palmilha sempre dourada. Porque a Luiza Perea é assim, combina conhecimento milenar com design, a exclusividade da haute couture com referências estéticas afetivas. Para ser artesanalmente internacional. E a teus pés.
×